TREK 2019 – Madone SLR

Tivemos o prazer de nos deslocar às instalações da Trek em Waterloo, nos Estados Unidos da América (EUA), para assistir ao lançamento da nova bicicleta de disco da marca.

Apesar de termos pedalado bastantes quilómetros com esta obra de arte, ainda ponderámos não escrever nada e deixar-vos apenas com as imagens. Mas como ficámos impressionados com a grande quantidade de melhorias no desempenho, decidimos escrever umas linhas para vos aguçar a curiosidade até fazer um teste detalhado a este modelo na próxima edição da Bikes World Ciclista.

 O que mudou?

 – Temos agora a opção de ter travões de disco ou convencionais. O quadro da versão de disco pesa 1131 g e o da versão convencional pesa 1117 g. Para além disto, a aerodinâmica não é comprometida. Os ganhos na travagem e consequentemente na segurança e travagens são inquestionáveis.

 – A Madone SLR vem apenas na nova geometria denominada H1.5. Como o número indica, está entre a geometria H1 mais agressiva e a H2 mais confortável. Esta nova geometria foi desenvolvida com a ajuda dos atletas da Trek-Segafredo e Trek-Drops.

 –  Novo Guiador e avanço em duas peças. Os avanços estarão disponíveis de 90 mm a 130 mm, com -7 ou – 14 graus. Os guiadores vão desde os 38 cm até aos 44 cm. Conseguiram desta maneira ter um ‘cockpit’ com até 40 configurações diferentes ao invés das 26 da versão anterior, este permite alterações do grau de inclinação até mais e menos cinco graus. Conseguem assim fazer todas estas alterações sem comprometer a aerodinâmica da bicicleta.

 – IsoSpeed totalmente renovado. Se funciona? Sim e muito bem! Fizeram um trabalho notável ao desenvolver um sistema que realmente absorve muitas irregularidades do terreno. Este sistema é ajustável e permite controlar a quantidade de flexão do quadro sem nunca comprometer a performance. Desenvolveram também um batente que controla o retorno do sistema de um modo controlável. Muito similar ao ‘rebound’ das bicicletas de BTT. Veja o vídeo demonstrativo a seguir:

 – Project One com nova pintura ICON. Fizemos questão de mostrar as novas e impressionantes pinturas da marca. Mostramos-lhe o vídeo das novas pinturas:

O foco da Trek foi manter a mesma aerodinâmica e manter as performances de altíssimo nível que já nos habitou, mas com uma maior segurança e fiabilidade de travagem.

Para mais informações técnicas pode aceder AQUI.

Artigos relacionados

Mais Ciclocross | As novas INFLITE da CANYON

A nova gama INFLITE é a bicicleta mais inovadora para qualquer corrida de cross, com caraterísticas que ganham segundos em cada volta.

Conheça a nova Sirrus-X

Foi lançada a nova Sirrus X Comp Carbon e está longe de ser mais uma bicicleta de fitness “normal”.

Morgan e Pashley juntas para a produção de uma gama de Bicicletas

Morgan, o construtor automóvel uniu-se a outra marca clássica (de velocípedes), a Pashley Cycles, para lançarem dois modelos de Bicicletas: a Pashley-Morgan ‘3’ e a Pashley-Morgan ‘8’.