Specialized lança o dispositivo ANGi e a aplicação RIDE

A marca lança hoje dois produtos, o dispositivo ANGi e a aplicação RIDE.

1

Tivemos acesso, em primeira mão, ao primeiro exemplar da nova criação da Specialized. A marca de Morgan Hill deu-nos a oportunidade de testar o novo sistema de deteção de acidentes ANGi.  Brindaram-nos também com uma entrevista aos responsáveis do projeto, via internet, que vamos publicar na próxima edição da BikesWorld Janeiro/Fevereiro onde nos explicam mais acerca não só do dispositivo, mas também da aplicação que desenvolveram. De qualquer maneira a informação que vos deixamos aqui já é bastante elucidativa acerca do novo produto.

2

Até  agora,  os  capacetes  apenas  adicionavam  proteção  em  caso  de  queda. Mas  com  a  chegada do  MIPS e do  inovador  sensor  ANGi  (Angular  and  G-Force  indicator  ou  indicador  de  Forças-G  e  Angulares), os  capacetes  Specialized adicionam proteção antes, durante e depois do acidente. E porquê? Porque se transformou o capacete  moderno num localizador do ciclista, detetor de acidente e sinalizador de alerta que o liga à ajuda quando mais precisa!

Chris Zenthoefer estava no trabalho quando recebeu uma chamada do médico, que lhe perguntava se conhecia Alex Welch. Chris disse apressadamente que sim e perguntou o porquê.

Porque era amigo e colega de Chris. E, naquele momento, Alex estava inconsciente em cima do capot de um carro que não parara num cruzamento. E a voz no outro lado da linha era, na verdade, o médico que havia recolhido o telemóvel de Alex da cena do acidente, e que tinha visto que a última chamada tinha sido para o Chris.

Chris fez o que qualquer amigo faria. Chamou a família de Alex e contou-lhes o que se tinha passado, antes de ir a correr para o hospital. Felizmente, Alex recuperou. Mas aquele acidente fez Chris pensar em várias coisas. E pensou que se isto lhe tivesse acontecido a si, quem estaria lá para o ajudar? Principalmente, se caísse quando estivesse a pedalar sozinho.

Esta questão colocou-o numa missão de design inovador, que o levou ao ANGi – uma tecnologia que o conecta à ajuda quando mai precisa.

qwe

O que é o ANGi?

ANGi é um sensor montado no capacete, patenteado, com um acelerómetro e giroscópio no interior. Sim, é muito para se dizer, mas posto de forma mais simples, o ANGi tem um sensor inovador que mede as forças transmitidas ao seu capacete durante o impacto. Também mede movimentos rotacionais prejudiciais que ocorrem durante as quedas, mesmo quando não existe impacto com o capacete.

A partir de 2019, todos os capacetes Specialized serão equipados com ANGi, ou apresentarão um ponto de fixação pronto para ANGi. Os sensores ANGi de reposição, também estarão disponíveis nos Distribuidores Autorizados Specialized.

Como funciona o ANGi?

Usar o ANGi é simples. Basta emparelhar o sensor com um Smartphone equipado com a aplicação Specialized Ride, e aproveitar uma subscrição gratuita de um ano, incluída com a compra de qualquer capacete Specialized equipado com ANGi ou com o sensor ANGi de reposição.

Durante a sua volta, o sensor ANGi irá detetar o tipo de forças normalmente associadas a uma queda. Se essas forças forem detetadas, o sensor irá conectar-se à aplicação Ride no seu telemóvel, soar um alarme, e iniciar uma contagem decrescente. Se estiver tudo bem consigo, apenas deve cancelar a contagem decrescente e continuar a pedalar. Mas, se estiver ferido e incapaz de cancelar a contagem, a aplicação Ride irá enviar uma mensagem de alerta para os seus contactos de emergência dizendo-lhes que provavelmente esteve envolvido num acidente.

Para além de notificar os seus contactos de que provavelmente teve um acidente, o ANGi e a aplicação Ride irão enviar a sua localização, via coordenadas de GPS, para todos os contactos que gravou na aplicação Ride. O ANGi também permite que possa partilhar os seus planos, antes de sair para a volta. Pode, inclusive, escolher partilhar com os seus contactos o link para a sua localização, para que eles consigam segui-lo em tempo real.

E já que o ANGi comunica através do seu operador de telemóvel, e precisa de sinal a todas as alturas para uma completa funcionalidade, poderá perguntar o que é que acontece se não tiver rede onde está a pedalar. Neste caso, o ANGi é capaz de monitorizar a sua segurança de uma outra forma.

Basta fixar o tempo estimado da sua volta antes de sair. Tudo o que precisa é de um sinal de dados ativo quando começa a sessão. Se não completar a volta dentro do tempo estabelecido, o ANGi enviará uma notificação aos seus contactos com a sua última localização conhecida. Isto acontecerá independentemente de ter ou não rede no telemóvel.

este

Que capacetes têm ANGi?

Vários modelos de capacetes Specialized de Estrada, Montanha e de Criança vêm agora equipados com sensor ANGi fixos ao sistema de retenção. Estes capacetes incluem:

Estrada: S-WORKS EVADE II, S-WORKS PREVAIL II, E PROPERO

Montanha: AMBUSH, AMBUSH COMP, AMBUSH E-BIKE, E DISSIDENT

Criança: SHUFFLE YOUTH LED COM MIPS + ANGI (Disponível em Fevereiro)

Todos os outros capacetes Specialized de 2019 são “ANGi-ready” e apresentam um apoio especificamente desenhado para tornar fácil e rápida a fixação do sensor ANGi de reposição.

5865

O Cérebro por trás do ANGi – A aplicação Specialized Ride

Estudos mostram de forma consistente, que as duas principais razões para as pessoas não andarem de bicicleta são:

1. Não sabem onde andar ou como começar;

2. Estão preocupadas com a sua segurança.

Por isso criaram a aplicação Specialized Ride. A aplicação torna muito fácil encontrar voltas e conectar-se com a sua comunidade ciclista. Também grava a sua volta e dados de performance e sincroniza perfeitamente com outras aplicações populares como o Strava®.

A aplicação Specialized Ride é a plataforma de comunicação que permite ao ANGi ligá-lo à ajuda na eventualidade de um acidente.

A aplicação Specialized Ride está disponível para dispositivos iPhone e Android, e como mencionámos anteriormente, estão a incluir um ano de subscrição gratuita para a aplicação Ride Premium na compra de qualquer capacete Specialized equipado com ANGi, ou sensor ANGi de reposição.

qqqqq

100% MIPS. 100% Specialized

O MIPS é agora uma opção em todos os capacetes Specialized. Porquê? Porque o MIPS adiciona proteção.

Duas forças—linear e rotacional—estão associadas a muitas lesões cerebrais. Forças lineares ocorrem geralmente quando a tua cabeça se move em linha reta e para abruptamente ou é atingida por um objeto que se move em linha reta. Forças rotacionais, por outro lado, usualmente ocorrem quando a sua cabeça é atingida num ângulo ou roda rapidamente e para abruptamente. Isto pode fazer com que o cérebro torça dentro do crânio e se lesione.

ppppp

Há muito que os capacetes vêm equipados com forros de espuma que deformam num impacto, e reduzem a quantidade de energia transferida ao cérebro. O MIPS (Multidirectional Impact Protection System ou Sistema de Proteção para Impacto Multidirecional) é uma camada extra de proteção—um forro, de baixa fricção, dentro do capacete que permite ao forro de espuma rodar de forma independente (10 a 15 milímetros) da camada MIPS durante o impacto angulado.

Testes independentes mostram de forma consistente que esses poucos milímetros de movimento controlado reduzem alguma da força de torsão que, de outra forma, o teu cérebro iria experimentar.

Ao ver um capacete equipado com MIPS, verá uma variedade de camadas de baixa fricção por baixo das almofadas de conforto. E enquanto existem diversos tipos de MIPS, cada versão oferece os mesmos parâmetros de segurança.

yyy

Ultraleve. Ultraconfortável. Exclusivo Specialized. Conheça o MIPS SL

Juntamente com os investigadores MIPS, a Specialized apresenta agora o MIPS SL—uma nova, ultraleve, e soberbamente confortável versão do MIPS que está disponível em exclusivo em capacetes de estrada e montanha Specialized.

Com o MIPS SL, integraram essencialmente a tecnologia MIPS dentro do próprio almofadado do capacete. O sistema de fixação “pulseira” minimalista do MIPS SL providencia 10 a 15 milímetros de rotação em todas as direções e oferece os mesmos benefícios de proteção do cérebro que outras versões do MIPS, ao mesmo tempo que inaugura um novo nível de conforto e poupança de peso.

O MIPS SL fará a sua estreia nos capacetes Ambush, S-Works TT, S-Works Evade II e S-Works Prevail II.

Quer saber mais? Ficou com dúvidas? Nós ajudamos!

O que significa ANGi?

ANGi significa Angular and G-Force indicator ou indicador de Forças G e Angulares.

O que mede o ANGi?

O ANGi é um dispositivo patenteado que contém sensores desenhados para medir as forças lineares e rotacionais, que normalmente se produzem durante um acidente de bicicleta.

Que tipo de sensores existem no ANGi? Inclui algum recetor de GPS?

O ANGi contém um acelerómetro e um giroscópico, para medir as forças lineares e rotacionais. A funcionalidade GPS é proporcionada pela aplicação do telemóvel ao qual está conectado o sensor ANGi.

Como funciona o ANGi?

Se o sensor ANGi detetar um possível acidente durante a sua volta de bicicleta, conecta-se à aplicação Ride do seu telemóvel, fazendo com que soe um alarme e se inicie uma contagem decrescente. Se estiver bem, poderá cancelar simplesmente a contagem e continuar a pedalar. Se se tiver magoado e não conseguir cancelar essa contagem, a aplicação Ride enviará uma mensagem de alerta aos seus contactos de emergência informando-os que pode ter sofrido um acidente. Além de notificar os seus contactos de que poderá ter tido um acidente, o ANGi e a aplicação Ride enviará a sua localização com coordenadas GPS a todos os contactos que tenha incluído na aplicação Ride.

Se não me magoei num acidente, quanto tempo tenho para cancelar a contagem decrescente no meu telemóvel, de forma a que os meus contactos não cheguem a receber alertas desnecessários?

Isso é você quem decide. Quando conecta o ANGi ao seu telefone e configura os seus ajustes na aplicação Specialized Ride Premium, poderá determinar a duração da sua contagem. Mais especificamente, pode configurar quanto tempo tem entre o momento em que o ANGi deteta um possível acidente e o momento em que a aplicação Ride envia o alerta aos seus contactos de emergência. A configuração predeterminada da contagem é de 30 segundos. Poderá ajustar esta contagem em intervalos de 15 segundos para que esta dure entre 15 a 90 segundos.

Qual é a diferença entre um capacete equipados com ANGi e um capacete ANGi-Ready?

Neste momento, a maioria dos capacetes Specialized já vem equipado com um sensor ANGi no seu sistema de ajuste Headset. Todos os restantes capacetes Specialized novos são ANGi-Ready e contam com um suporte especialmente desenhado para instalar com rapidez e facilidade um sensor ANGi comprado em separado, como acessório.

Posso colocar o sensor ANGi num capacete Specialized mais antigo ou num capacete de outra marca?

O ANGi deve ser utilizado num capacete Specialized desenhado para funcionar de maneira efetiva com este novo sensor. Os novos modelos de capacete de 2019 contam com um sistema de ajuste desenhado especificamente para este propósito.

Posso remover o sensor ANGi?

O sensor está instalado com um adesivo e embora se possa retirar, não é recomendável que se faça essa ação. Uma vez que se retire, não deveremos voltar a colocá-lo pois poderá deixar de funcionar corretamente.

Quais os dispositivos compatíveis com a aplicação Specialized Ride?

A aplicação Specialized Ride está disponível para smartphones com iOS 10 ou posterior e Android 7 ou posterior.

Como é que o ANGi “fala” com o meu telemóvel?

O ANGi conecta-se através de Bluetooth® de baixo consumo de energia. O sensor, em vez de manter uma conexão constante com o telemóvel, conecta-se ao ativar a Ride App no início da volta, desconecta-se, entretanto, e só volta a conectar-se novamente quando há necessidade.

Como ligo o ANGi ao meu telemóvel?

Verifique que o Bluetooth® do seu telemóvel está ligado. Abra a aplicação Specialized Ride, selecione a opção EQUIPAMENTO e abane suavemente o capacete até que o dispositivo apareça no ecrã com a cor verde. A partir daí pode ver a opção GRAVAR e ativar o ANGi.

Posso utilizar outros aparelhos Bluetooth® enquanto uso o ANGi?

Sim. O ANGi não interfere com outras conexões Bluetooth®, incluindo o áudio, os monitores de frequência cardíaca ou medidores de potência.

Quanto tempo dura a bateria?

Em condições normais e com um uso regular, a bateria deverá durar seis meses.

Que bateria usa o sensor ANGi?

O ANGi usa uma bateria comum CR2032.

O ANGi é à prova de água?

Sim, o ANGi tem um índice de resistência à água IPx7. Por outras palavras, o sensor é resistente à água quando se submerge a uma profundidade de um metro durante 30 minutos.

Tenho que executar a aplicação Ride para que o ANGi funcione? 

Sim, a aplicação Ride tem de estar aberta para ativar o ANGi, e irá executar-se em segundo plano enquanto realizar a sua volta.

E se o telemóvel ficar sem rede?

Como o ANGi se comunica através do seu fornecedor de rede móvel, requer um sinal contínuo para funcionar corretamente. No entanto, se deixar de ter rede o ANGi poderá monitorizar a sua segurança de outra forma.

Assim, estabelece o tempo estimado da sua volta e marca o percurso antes de arrancar. Tudo o que necessita é de um sinal de dados ativo ao iniciar a sessão. Se não completa todo o percurso dentro do tempo previsto, o ANGi enviará uma notificação aos seus contactos com a sua última localização carregada e a volta que estava a realizar. Isto irá suceder se tiver rede ou não, no telemóvel. Para mais informação de funcionamento consulte a app e o manual de utilizador.

Posso gravar a minha volta na aplicação Specialized Ride Premium e vinculá-la ao Strava?

Sim, pode vincular a sua conta do Strava à aplicação Ride. Uma vez que realize esta ação, o registo será feito na Ride e publicado automaticamente no Strava quando termine a sua volta.

Devo preocupar-me acerca das radiações?

O ANGi utiliza o Bluetooth® de baixo consumo de energia e está classificado como seguro para a sua utilização e localização e passou todos os testes de radiação. O sensor ANGi está certificado a nível mundial e cumpre todos os standards FCC e CE.

Como se compara o ANGi com o Icedot?

A Specialized adquiriu a ICEdot em 2017. O fundador da ICEdot, Chris Zenthoefer, lidera o desenvolvimento do ANGi e da aplicação Ride.

Que outros dispositivos oferecem a mesma capacidade de deteção e notificação do ANGi?

Neste momento, nenhum outro dispositivo ou serviço no mercado oferece a mesma combinação de detenção de impactos, força rotacional e notificação automática.

Como é que o ANGi se compara à função de deteção de acidente da Garmin? 

A Garmin® utiliza um acelerómetro para determinar se há um impacto na bicicleta. O movimento regular de sentar em cima da bicicleta, de arrancar e de parar pode ativar falsos alarmes. Além disso, um impacto que ativa o alarme pode ocorrer sem que o ciclista sofra alguma lesão. O ANGi está unido ao capacete e está desenhado especificamente para medir as forças lineares e rotacionais da cabeça. O sensor deteta especificamente choques que geram forças perigosas e que fazem com que o ciclista não consiga procurar ajuda por si próprio. O ANGi está desenhado para ajudar os ciclistas nas alturas que mais necessitam.

Como adiciono/removo um contacto de emergência no ANGi?

Veja a opção MAIS e pressione o botão ADICIONAR CONTACTOS DE EMERGÊNCIA. Adicione a informação do contacto e selecione SALVAR CONTACTO.

Se o sensor disparar depois de eu ter caído, mas o meu capacete não mostrar danos, posso continuar a usar o capacete?

Mesmo que o sensor não dispare num acidente, deverá trocar de capacete, sempre que haja um impacto. A espuma EPS pode-se ter danificado, inclusivamente de forma não visível.

Como desperto o meu sensor depois de acabar uma volta?

O ANGi não mantém uma conexão contínua com o teu telefone durante toda a duração de uma atividade. O ANGi conecta-se com a App em cada 5 minutos e também se volta a conectar quando é necessário. Ao final da sua volta de bicicleta, a aplicação desativa as funções ANGi e está pronta para começar novamente. É possível que durante este processo o sensor não se mostre como disponível porque não esteve em contacto com a aplicação e por isso apenas esteja em modo de monitorização. Se acabou de andar de bicicleta, a próxima vez que o sensor faça a retificação, vai detetar que a sua volta terminou e colocar-se-á em modo de repouso.

Este é o comportamento esperado. Por essa razão se desejar começar uma nova atividade e voltar a ligar o ANGi, necessita de um abanão mais forte para voltar a “acordar” o ANGi novamente antes da sua reconexão daí a 5 minutos. Assim o ANGi voltará a conectar-se novamente ao seu dispositivo móvel e estará pronto para iniciar uma nova volta de bicicleta. Neste caso, apenas necessita de abanar, não bata no capacete para despertar o ANGi, senão poderá danificar o EPS do capacete e reduzir a sua capacidade de proteção.

Informações acerca do Pagamento e Subscrição

Como ativo a minha subscrição?

Para ativar a sua subscrição, terá de aceder na aplicação Specialized Ride, com o código incluído no capacete, quando este seja solicitado na configuração da App.

Posso usar uma única subscrição Specialized Ride Premium em mais que um capacete?

Sim, pode conectar vários capacetes ao mesmo telemóvel e à sua conta Ride Premium. A subscrição Ride Premium corresponde a si como ciclista, e não à quantidade de capacetes de que dispõe. Pode utilizar tantos capacetes quantos deseja na sua subscrição. O que não pode é conectar a aplicação a mais de um capacete ao mesmo tempo.

Posso transferir a minha subscrição para um capacete novo se tiver um acidente?

Sim – leia a pergunta anterior. Enquanto a sua subscrição estiver ativa pode continuar a adicionar tantos capacetes/sensores ANGi, quantos desejar.

Quando caduca o meu código de subscrição?

A sua subscrição da Specialized Ride Premium finaliza 12 meses depois de ativar o código.

Quanto custa a subscrição?

Depois da subscrição gratuita de um ano, o custo anual será de 29,99€.

Como renovo a minha subscrição?

Quando estiver a finalizar a data da subscrição receberá um alerta para a sua renovação e poderá renová-la através dos códigos de ativação adicionais ou através do pagamento com cartão de crédito, no valor de 29,99€, diretamente na aplicação.

Como posso pagar a minha subscrição?

Todas as compras de subscrições serão realizadas dentro da aplicação Ride.

Que métodos de pagamento serão aceites pela aplicação Ride?

A aplicação Ride aceita cartões de crédito, de débito, Apple Pay, Google Pay e Paypal.

Que tipo de garantia tem o ANGi?

O sensor ANGi está coberto por uma garantia de dois anos a partir da sua data de compra num Distribuidor Autorizado Specialized.

ppppppjklhg

Acerca do MIPS…

Todos os novos capacetes de 2019 da Specialized têm MIPS?

Sim, todos os modelos de capacete das novas gamas estão disponíveis com MIPS. Além disso temos ainda os modelos Align, Shuffle Youth, Shuffle Child e Mio, sem este sistema.

Porquê o MIPS e porquê agora?

Vários estudos independentes indicam, que o revestimento interior MIPS reduz as forças de rotação que se produzem durante os impactos diagonais, o que faz com que este nível de proteção seja maior.

Como funciona o MIPS?

O sistema MIPS é uma capa interior de baixa fricção que permite um movimento deslizante de 10 a 15 mm em todas as direções. Os estudos indicam que este reduz algumas das forças rotacionais transmitidas ao cérebro durante os impactos angulares.

O MIPS é propriedade da GIRO?

MIPS é uma empresa que está cotada na Bolsa de Valores de Estocolmo (Stockholmsbörsen). A Giro e a Bell já não são suas proprietárias.

Quais são os sistemas MIPS utilizados em cada capacete Specialized?

MIPS SLS-Works TT, S-Works Evade II, S-Works Prevail II e Ambush. MIPS B-SERIES Centro, Align, Shuffle, e Mio. MIPS C-SERIES Airnet, Ambush Comp, Chammonix, Echelon, Tactic 3 e Propero 3. MIPS E-SERIES S-Works Dissident.

A Specialized está a estrear o MIPS SL. Esta tecnologia será exclusiva para os capacetes Specialized?

A Specialized terá um ano de exclusividade com o MIPS SL, uma nova versão, muito leve e extremamente confortável do sistema MIPS.

Quais são as diferenças entre o MIPS SL, B-SERIES, C-SERIES, & E-SERIES?

Todos os MIPS cumprem com os mesmos standards de segurança e funcionam da mesma forma, no entanto cada capacete é personalizado com a solução ideal para o tipo de utilização desse mesmo capacete. Os capacetes mais leves e arejados, por exemplo, utilizaram o MIPS SL, que está desenhado especificamente para maximizar o fluxo de ar e minimizar o peso.

35

34567

Artigos relacionados

Para o vento e frio: já conheces a viseira Vizorx?

O propósito é simples, proteger-te do mau tempo. O vento frio desta estação e até a chuva deixarão e ser um problema para a tua cara.

Shimano | Sapatos Gravity e Pedais

Há mais de 25 Anos que a Shimano tem vindo a examinar o calçado e o pé, para aprender exatamente o que os ciclistas necessitam. Apoio, aderência, estilos, combinação com pedais de plataforma ou de encaixe. Desta forma, conseguiram desenvolver sistemas de sapatos e pedal que se adaptam a todas as formas e condições de pedalar.

Nova Coleção Mixtape

A Specialized quer partilhar consigo uma compilação musical. Chamaram-lhe Coleção Mixtape. Bicicletas e acessórios para celebrar algo que nos une a todos: a música.