Nova tecnologia para bicicletas testada em Aveiro

Os aveirenses irão testar um novo sensor, que parece uma simples lâmpada de bicicleta, mas que irá ajudar (e muit0) na segurança: permite detectar e reconhecer riscos e situações com maior intensidade de trânsito, precavendo eventuais perigos através do aumento da luminosidade e ritmo da intermitência.

Basta encaixar o sensor no veículo, designados por See.Sense Ace Rear, instalar a aplicação móvel e começar a dar aos pedais. Estes sensores conseguem, ainda, recolher vários tipos de dados passíveis de serem analisados (exemplo: estado das vias).

Irão, agora, ser testados por quase duas centenas de utilizadores de bicicleta do município de Aveiro, no início de janeiro (prolongando-se ao longo de dois anos), e fazem parte do projeto, desenvolvido ao abrigo do programa Aveiro Tech City.

Chamam-lhe “Desafio da Mobilidade”, onde o município irá distribuir um total de 180 sensores, cujo preço de venda ao público é de 55 euros – a autarquia aveirense irá disponibilizá-los a 5 euros, valor que reverte para as três associações parceiras do projecto (Ciclaveiro, Nbicla e Cicloeixo).

Estes sensores já foram testados em Dublin e Manchester e, para além do que já foi descrito anteriormente, emitem também alertas em caso de tentativa de roubo e em situações de quedas; conseguem recolher dados que permitem à autarquia saber qual o estado do asfalto e verificar quais os trajectos mais usados pelos ciclistas. Também fazem gestão do nível de luz, consoante a altura do dia e o nível de bateria existente, e com um raio de visibilidade até 1,5 quilómetros de distância.

Todos os dados recolhidos vão ser transferidos para uma plataforma de análise, com a garantia de que a privacidade dos cidadãos irá ser respeitada.

Fonte: Público

Artigos relacionados

Cyclemotion é o novo distribuidor da Marca Limar

A Cyclemotion é o novo distribuidor da Marca de capacetes e óculos Limar, para Portugal e Ilhas.

Governo Holandês quer (ainda) mais Bicicletas na rua…

No país onde há mais bicicletas do que pessoas, o Governo quer ver mais ciclistas na rua e, por isso, criou um projeto que contempla 345 milhões em ciclovias, lugares de estacionamento e estímulos para que as empresas dêem aos trabalhadores que vão de bicicleta.

Atlético Clube da Batalha ensina os mais novos a andar de bicicleta

Duas vezes por semana, os benjamins do Atlético Clube da Batalha (ACB) têm treinos de ciclismo. A ideia surgiu esta época como forma de possibilitar aos atletas, entre os 5 e os 10 anos, uma formação motora complementar de aquisição de competências desportivas, para lá do atletismo.