Ciclismo | Ciclista da W52-FC Porto suspenso por uso de doping

O espanhol Raul Alarcón, ciclista da W52-FC Porto e vencedor das edições de 2017 e 2018 da Volta a Portugal, foi suspenso provisoriamente pela UCI por uso de doping.

Fotografia retirada do site A BOLA

A Unicão de Ciclistas Internacional não esclarece, contudo, qual a substância detetada que levou a esta suspensão. O espanhol, de 33 anos, não participa em qualquer competição desde junho. Em agosto, Alarcón falhou a Volta a Portugal alegando não ter recuperado de diversas fraturas que sofreu numa queda durante o GP de Abimota.

Raúl Alarcón, da W52-FC Porto, suspenso preventivamente pela União Ciclista Internacional (UCI), diz não ter cometido qualquer infracção ao regulamento antidoping e que tem provas que confirmam a inocência. Alarcón ão participa em competições desde junho, tendo falhado a Volta a Portugal alegando não ter recuperado de diversas fraturas que sofreu numa queda durante o GP de Abimota, sendo agora acusado de “uso de métodos proibidos e/ou substâncias proibidas”.

Numa publicação no Facebook, assumiu ter sido notificado da suspensão provisória, mas garantiu estar inocente. “Tenho em meu poder pareceres médicos absolutamente concludentes no sentido de que não existiu nenhuma violação pela minha parte a normas antidopagem. Vou, por isso, tentar, com todas as minhas forças, demonstrar no processo que me é levantado que estou inocente e que não pratiquei qualquer infracção”.

Fonte: Público

Artigos relacionados

Europa quer acabar com IVA nas Bicicletas

Com o intuito de promover mais o uso de bicicletas nas cidades, a Comissão Europeia prepara-se para eliminar a cobrança do IVA nestes veículos.

Mais cooperação entre a UCI e Shimano para reforçar acções de ciclismo solidário

A Shimano Inc. fez uma doação de 50 Ultegra Di2 para o programa de ciclismo solidário da UCI, com o intuito de ajudar a providenciar mais treinos, em regiões do mundo que necessitem de mais apoio no ciclismo.

Nova Venge | Os três objetivos principais

A nova Venge de terceira geração, é uma bicicleta que é rápida em todo o lado, em qualquer tipo de terreno e condição, com uma melhor aerodinâmica, menos peso e um aperfeiçoamento do comportamento e resposta.