Anna Plichta junta-se à equipa feminina da Trek

Anna Plichta corre, atualmente, em Boels-Dolmans. Contudo, a partir de 2019, irá juntar-se à equipa da Trek.

Giro dÕItalia Internazionale Femminile 2018 - Plichta Anna (Poland / Boels Dolmans) - photo Anton Vos/BettiniPhoto©2018

Anna, de 26 anos de idade, foi juntou-se à equipa de Boels-Dolmans já tardiamente, em 2018. Esta equipa lidera o segundo lugar no ranking mundial, e Anna teve um papel fulcral.

Anna começou tarde, neste mundo. Iniciou-se em montanha,  mas não gostou das técnicas de downhill. Aos 16 anos, tentou a bicicleta de estrada e ficou em segundo na sua primeira corrida. Começou a perceber que era boa nessa área e continuou, apesar de todas as dificuldades. No entanto, aos 18 anos, decidiu parar e concentrar-se nos estudos.

Ficou sem correr durante um ano e meio, e voltou para o Campeonato Nacional. Não venceu, mas fez um quinto lugar (um ótimo resultado depois do tempo que esteve parada).

A maior equipa amadora da Polónia ofereceu-lhe um contrato e, um ano depois, ela foi para a equipe da BTC City Ljubljana.

Em 2017, juntou-se ao WM3 Pro Cycling, mas o que parecia ser uma grande oportunidade transformou-se numa temporada de acidentes e doenças.

Em 2018, Anna assinou contrato com a equipa Lensworld-Kuota, que perdeu o patrocinador e caiu no final de outubro. Apenas um contrato de última hora com a Boels-Dolmans salvou a sua temporada de 2018.

Em Boels-Dolmans, as ambições de Anna eram apenas focadas em equipa, um papel no qual se destacou. Mas, tal como todos os pilotos que ainda estão no auge, e com alguns pódios respeitáveis nos últimos anos, incluindo duas vezes no pódio no Tour Feminino (República Checa), com um segundo em 2016 e um terceiro em 2015, ela não desistiu de alguns objetivos pessoais.

Anna Plichta revela que está “super animada com tudo o que está por vir na próxima temporada. A equipa parece muito profissional, e estou muito motivada para fazer parte da mesma. Para o próximo ano, acredito que podemos alcançar muito como equipa, e espero que também seja possível que eu tenha sucesso, de forma individual. Há muitas hipóteses. ”

A equipe de 2019 mulheres Trek:

Lizzie Deignan (GBR), Lotta Lepistö (FIN), Letícia Paternoster (ITA), Audrey Cordon-Ragot (FRA), Elisa Longo Borghini (ITA), Trixi Worrack (GER), Ellen van Dijk (NED) e Anna Plichta (POL), Tayler Wiles (EUA), Abi Van Twisk (GBR), Ruth Winder (EUA), Lauretta Hanson (AUS).

Artigos relacionados

Porto lança projeto “Pedalar Sem Idade”

O projeto “Pedalar Sem Idade” já levou a que 180 idosos e crianças com necessidades educativas especiais tivessem um passeio numa bicicleta adaptada pelo Parque da Cidade do Porto.

Viseu | Associação Regional de Ciclismo lança Campanha de Sensibilização

A Associação Regional de Ciclismo de Viseu lançou uma campanha de sensibilização para todos os automobilistas e ciclistas, que visa promover o respeito mútuo entre aqueles que andam na estrada.

O novo XTR M9100 traz o mais versátil grupo para atletas de XC, ENDURO e MARATONAS

XTR M9100: Desenhado para ir ao encontro das exigentes necessidades dos atletas de alta competição, com uma performance e experiência incomparáveis. Se existe algo que temos a certeza nesta vida